Maior torneio de pôquer do mundo desembarca no Brasil

Pela primeira vez na história, o Brasil será palco da maior competição de pôquer do mundo. Já há algum tempo o país vem encarando a modalidade de forma profissional e, portanto, cada vez mais os jogadores brasileiros marcam seu nome nas competições internacionais.

Na próxima semana, São Paulo receberá a etapa do WSOP Circuit Brazil entre os dias 26 de outubro e 2 de novembro, no Transamérica Expo Center. O World Series Of Poker desembarca no Brasil com valores mais acessíveis e traz a oportunidade de iniciantes se juntarem aos profissionais. Conhecido como a Copa do Mundo da modalidade, o WSOP no Brasil é fruto de uma parceria com o site 888Poker.

A edição segue os moldes americanos, tanto de estrutura, quanto de organização, como as grades de torneios, dinâmica e prêmios. Ao todo, serão 27 competições, sendo 14 delas premiadas com o famoso anel do WSOP. Os jogadores profissionais garantiram suas vagas através de satélites presenciais, em classificatórias de clubes pôquer espalhados no Brasil, e satélites on-line, na plataforma do patrocinador 888pôquer.

Os torneios

A atração principal do torneio será o Main-Event, com buy-in (entrada) de R$ 3.950 com níveis de blinds a cada 60 minutos. A premiação será o grande atrativo: 3 milhões de reais. Além disso, o Main-Event e o Casino Champion – jogador que acumular mais pontos nos torneios de anel – garantirão vaga no Global Championship WSOP, nos Estados Unidos, em 2017. O vencedor receberá 1 milhão de dólares e um bracelete de ouro.

Além do evento principal, a novidade para o WSOP deste ano é o Brazilian Storm que acontecerá nos 4 primeiros dias e chama a atenção pela premiação de 1 milhão de reais. A ideia é atrair a maior quantidade de jogadores já que o preço é mais acessível, o buy-in de R$ 580 é o mais baixo de todo o torneio.  Por outro lado, os profissionais terão espaço no Super High Roller, cujo o valor de entrada é de R$ 20 mil.

Os brasileiros no pôquer

Não é por acaso que o Brasil vem ganhando destaque no cenário mundial. Hoje, o pôquer passou a ser encarado de forma profissional. O que era um jogo de descontração, principalmente em casa de amigos aos finais de semana, transformou-se em um esporte extremamente competitivo. Para ser ter uma ideia, o campeonato nacional, Brazilian Serie of Poker – BSOP, é o 2º maior do mundo.

A respeito disso, Beto Lima, representante oficial do WSOP Brazil falou sobre a ideia de trazer o evento ao Brasil: “O pôquer tem crescido exponencialmente no mundo, e no Brasil não é diferente, por sinal à passos largos. Somos o 5° país com maior número de jogadores. Queríamos colocar o Brasil na história do pôquer mundial, para isso o WSOP poderia transformar esse nosso projeto em realidade. ”

Ty Stewart, diretor executivo do WSOP, Beto Lima (Foto: Divulgação)

Ty Stewart, diretor executivo do WSOP, Beto Lima (Foto: Divulgação)

A importância do Brasil ser sede de um evento como este é de trazer uma experiência profissional ao redor do mundo os principais jogadores do país. “O público brasileiro entendeu o que é pôquer, e por isso se tornou o esporte que mais cresce no país. Um esporte que estimula vários fatores que ajudam na mesa e na vida desses atletas profissionais e praticantes, como raciocínio lógico, probabilidade e tomadas de decisão. Além de ser um esporte que empreendedores amam, pois, os aprendizados são facilmente aplicados no dia-a-dia corporativo”, afirma Beto Lima.

O WSOP é mais um evento de grande visibilidade que o Brasil recebe. A expectativa dos organizadores é que mais de 10 mil pessoas participem do evento ao longo dos oito dias. O pavilhão F do Transamérica Expo Center contará com 150 mesas de pôquer, food truck e outros espaços para o jogador aproveitar da melhor forma o WSOP Brasil. Para quem não tiver a oportunidade de ir até o local, poderá acompanhar as partidas pelo canal Fox Sports.

PLAYBOY_INFO_Poker_Green_v21_ESSE

(Infográfico: Erik França)