Série documental conta história de Hugh Hefner; confira o trailer

A história do nosso criador, Hugh Hefner, é daquelas que merecem ser conhecidas, assistidas e reverenciadas, afinal, ele tinha apenas 27 anos quando fundou uma revista e uma marca que mudaram todo o mundo.
E é isso que mostra a Série Original da Amazon American Playboy: The Hugh Hefner Story que estreia no Amazon Prime Video em mais de 200 países e territórios no próximo dia 7 de abril. Documental, a série mistura imagens resgatadas de milhares de horas dos arquivos pessoais de Hefner; entrevistas com figuras notáveis, incluindo Jesse Jackson, Gene Simmons, Bill Maher e reconstituições cinematográficas.
A história começa nos Estados Unidos pós-Segunda Guerra e mostra como o jovem Hefner se tornou um defensor da justiça social, dos direitos civis, da liberdade de expressão, dos direitos dos homossexuais e, claro, da liberdade sexual, enquanto se tornava alvo do movimento conservador.
A série é o resultado do acesso sem precedentes a milhares de horas de imagens nunca antes vistas dos arquivos da Playboy e álbuns pessoais de Hefner
Para Conrad Riggs, diretor de séries-documentário, Amazon Studios, os expectadores gostarão conhecer um pouco mais da marca Playboy e suas contribuições na área dos direitos civis. “Esta série vai mostrar a história sem precedentes, os bastidores da vida de Hefner e sua luta para proteger e avançar nos direitos americanos essenciais, incluindo a liberdade de expressão”.

Veja o trailer:

 

Saiba mais

Enquanto a série não está disponível, há outras obras para quem quer conhecer melhor a história dele e da PLAYBOY. Confira:
Como a Playboy mudou o mundo (documentário)
Um olhar por trás das páginas centrais da Playboy, que revela como a revista desafiou as convenções sociais sobre homens, mulheres, sexo e nudez, e ajudou a tomar atitudes frente à liberdade e os direitos civis.
Histórias Secretas (livro)
A obra revela histórias de bastidores dos 40 anos em que a revista foi publicada pela Editora Abril. O livro traz o depoimento de 15 profissionais que atuaram na redação da revista. São relatos de fotógrafos, editores, jornalistas, escritores e diretores da Playboy.
A mulher do próximo – Uma crônica da permissividade americana antes da era da Aids (livro) – Nesta obra, Gay Talese mergulha fundo na intimidade de seus contemporâneos e traça um amplo e fascinante painel da mudança de costumes sexuais que varreu os Estados Unidos nas décadas de 1960 e 70. A história da Playboy não poderia ficar de fora.
Mr Playboy: Hugh Hefner and the American Dream (livro sem tradução em português)
O livro mostra como Hefner usou sua própria história de vida para mudar a sociedade: “Você não tem que viver de acordo com as regras de outra pessoa’, afirma o Sr. Playboy.
Down the Rabbit Hole: Curious Adventures and Cautionary Tales of a Former Playboy Bunny (livro sem tradução em português)
Em seu livro, a ex-coelhinha da Playboy, a americana Holly Madison, de 35 anos, relata o cotidiano na Mansão da Playboy e o dono do império da Playboy, Hugh Hefner. Segundo ela, Hefner controlava os horários das coelhinhas (elas eram obrigadas a voltar para casa até 21h) e as proibia de confraternizarem com funcionários da mansão. O comportamento do magnata é descrito por ela como o de um “controlador megalomaníaco”.