[COLUNA] Em busca de aventura: de Harley, com destino à Brotas

  • Motor
  • Eliana Malizia

Quando falamos de Brotas, logo a associamos aos esportes radicais. Eles são incríveis, mas lá existe muito mais do que isso: restaurantes, cachaçaria, trilhas, pousadas, hotéis para todos os gostos e bolsos e, é claro, muita história. Feliz da vida, parti de Sampa pilotando uma Harley Davidson Limited CVO 2017, mas, desta vez, com uma convidada: quem acelerou comigo rumo à Brotas foi a amiga Paula Bavaresco, pilotando sua “Candy”, este é o nome da sua  Harley-Davidson Ultra 2010.

Para chegar à Brotas, percorremos estradas tranquilas em ótimo estado, embaladas ao vento e ao som das nossas playlists. Sim, para quem não sabe, esses modelos de motocicletas permitem ouvir as suas músicas prediletas! Claro que, ao longo da viagem, fizemos algumas paradas para cliques fotográficos nos trechos mais bonitos da estrada.

Chegando na cidade, fomos direto para o Centro de Brotas. Perfeito para sentir a tranquilidade do interior, conhecer a Igreja da Matriz e agradecer pela proteção durante toda a viagem.

Tudo fica próximo. A minha primeira visita foi à charmosa Igreja da Matriz. Caminhando aos arredores, fui visitando lojinhas de artesanatos até chegar à Casa da Cachaça – artesanal, própria, aromatizada, envelhecida, licores caseiros, doces em compotas, queijos e embutidos, tudo isso encontrei lá – e, nem preciso dizer que  fiz a festa né? Lugar perfeito pra comprar presentinhos para amigos e familiares.

Depois de algumas horinhas de estrada e de curtir o centrinho de Brotas, chegamos ao Brotas Eco Resort. Hora de descansar e se preparar para a aventura da manhã seguinte. E adivinha o que programamos? Nada mais, nada menos do que 8 km de remadas, praticando o esporte de aventura mais cobiçado da cidade, o Rafting.

Dia de  aventura

Depois de um requintado café da manhã no resort – e de ter provado o bolo de milho mais maravilhoso do mundo –, nos preparamos para o rafting. A equipe da agência nos buscou de ônibus na recepção do hotel e nos levou para o ponto de partida. Ali, depois de recebermos treinamento, noções cruciais de segurança e explicações sobre o esporte, fomos rumo à prática da atividade mais famosa de Brotas.

Em grupo, em um bote inflável, descemos o rio Jacaré-Pepira. Foram 8 km rio abaixo, curtindo as melhores corredeiras e, sim, é realmente emocionante. Não preciso dizer que, ao final da aventura, todo mundo estava literalmente molhado!! Para aquecer a turma, o pessoal da agência ofereceu pinga com mel. Já que não estávamos pilotando, claro que aceitamos, afinal a água estava muito gelada e nós estávamos com um pouco de frio.

O passeio levou a manhã toda. De volta para o hotel, almoçamos de frente para a piscina, curtindo um lindo visual! Tiramos o resto do dia pra curtir também, em uma animada sessão de paintball e, depois, uma jacuzzi pra relaxar!

Para fechar a noite com chave de ouro, ainda no resort, fomos viajar até a lua. Sim, eles possuem o CEU, Centro de Estudos do Universo, que é fantástico e permite fazer observação através de telescópios. Animal!!

Depois desta experiência incrível, eu e minha amiga de estrada, Paulinha, fomos caminhando até o Brotas Beer, para conhecer o Pub da cidade, onde pudemos degustar uma deliciosa cerveja artesanal produzida lá mesmo. Obs: fomos a pé hein! Moto e cerveja nem pensar!

Dia seguinte

Não tínhamos muitos dias em Brotas, mas aproveitamos cada segundo! Quando chegou o dia de se despedir, curtimos um pouco a piscina do hotel, nos arrumamos, fizemos o checkout e partimos rumo de volta para Sampa. Porém, antes, seguimos de moto até o Recanto das Cachoeiras. Afinal, não dá para ir até Brotas e não conhecer ao menos uma cachoeira, não é mesmo?

Mais uma viagem incrível, com super amiga, ultramoto, aventura, esporte, e na bagagem, levando mais histórias para contar. Valeu demais! Até a próxima, galera.

Ficha Técnica: Harley-Davidson CVO Limited 

Motor Screamin’ Eagle Twim Cooled 114, com dois cilindros em “V” e refrigeração mista (ar e líquida)
Capacidade 1.868 cm3
Câmbio Seis velocidades
Potência máxima ND
Torque máximo 16,6 kgf.m já a 3.250 rpm
Suspensão dianteira Garfo telescópico tradicional com 117 mm de curso
Suspensão traseira Amortecimento bichoque com múltiplas regulagens
Freio dianteiro Disco duplo flutuante de 320 mm com pinça fixa de quatro pistões e ABS
Freio traseiro Disco simples de 320 mm com pinça fixa de quatro pistões e ABS
Pneu dianteiro 130/80-17
Pneu traseiro 180/65-16
Comprimento total 2.600 mm
Entre-eixos 1.625 mm
Altura do assento (descarregada) 760 mm
Altura mínima do solo 125 mm
Peso (em ordem de marcha) 431 kg
Peso (a seco) 414 kg
Tanque de combustível 22,7 l
Preço R$ 158.800