Ejaculação Precoce – O que é ? O que fazer? Entenda o problema e aprenda a controlar

  • Saúde
  • Kamila Natane

A ejaculação precoce é o orgasmo prematuro do homem, ela pode acontecer logo após a penetração ou até antes que a relação sexual aconteça. O diagnóstico do problema é somente para os homens que tem o problema com frequência. Um  ou outro episódio podem ser descartados, afinal, há grandes chances de estarem ligados a tensões momentâneas.
A verdade é que ansiedade e sexo não se atraem.  A prova disso está na palavra dos 30% de homens do mundo que sofre da ejaculação precoce, a recorrência é tão grande que passou a ser tratada como uma questão de saúde pública. As consequências vão muito  além das decepções nos lençóis, resultam em depressão, stress e perda de qualidade de vida.

Sintomas da Ejaculação precoce
Para saber se você tem ejaculação precoce é preciso estar atento a algumas sensações durante a relação sexual. Se os sintomas forem recorrentes na vida sexual o diagnóstico é positivo. Caso contrário a recomendação é usar alguns métodos naturais para aliviar a ansiedade.

– Dificuldade em controlar a ereção por menos de um minuto de penetração
– Incapacidade de retardar a ereção ou realizar o coito interrompido
– Ansiedade e agitação além do normal no momento da relação sexual
– Frustração antes ou após o coito
– Incapacidade de manter algumas posições sexuais por mais de alguns segundos sem ejacular
– Baixa auto-estima e autoconfiança
– Depressão, stress e ansiedade

A ejaculação precoce não é um sinônimo de inexperiência, mesmo que o histórico sexual influencie na performance do homem. O problema pode aparecer em dois casos: pessoas mais jovens como adolescentes ou quem praticou pouco sexo ou então em homens que tinham um   desempenho de bom no passado e passou a sofrer dos sintomas.  Este é o caso da manifestação da ejaculação precoce secundária,tem as mesmas causas de quem já inicia a vida sexual com o problema.

Principais causas
– Ansiedade e stress
– Quadros de depressão
– Problemas emocionais ligados a relacionamentos passados
– Efeitos colaterais de medicamentos (como psicotrópicos)
– Desnivelamento do hormônio da tireoide
– Aumento do nível de neutrotransmissores
– Inflamação na próstata
– Fatores genéticos
– Danos no sistema nervoso
– Distúrbios de atenção

A principal causa da ejaculação precoce no homem é a ansiedade ou tensão. Este problema traz sintomas não somente na cama como para todos os setores da vida e pode estar relacionado a problemas psicológicos e de ordem emocional como experiências frustrantes, traumas e outros.
Em alguns homens a manifestação de ansiedade e tensão se apresenta somente quando acontece o relacionamento com a parceira. Isso indica problemas atrelados a relacionamentos e precisa ser tratado com medicação específica aliado a terapia para desenvolvimento e compreensão das emoções com ajuda de um psicólogo.

Fatores de Risco
Em alguns momentos da vida ou condições biológicas aumentam as chances de ocorrência de uma ejaculação precoce. A maioria deles são de ordem emocional e psicológica:

– Problemas para manter uma ereção
– Medo de perder uma ereção
– Inabilidade mental para lidar com relação sexuais
– Incapacidade de concentração na parceira
– Doenças cardíacas

A pressão social é algo que contribui em muito para a recorrência da ejaculação precoce, é um fator de risco incidente principalmente na adolescência. Quando o parceiro está pressionado a ter uma boa performance e fazer a relação sexual durar muito  torna-se mais estressado e mantém os músculos contraídos: o resultado é a ejaculação prematura.

Tratamento e prevenção
Não existe remédio específico para o tratamento da ejaculação precoce. O mais próximo é o uso de anestésicos locais ou antidepressivos de efeito curto como a depoxatina. Os remédios mais receitados são antidepressivos, relaxantes musculares e ansiolíticos. O problema é que entre os efeitos colaterais está a falta de emoção, amortecimento e falta de emoção durante a relação sexual.
Os tratamentos caseiros envolvem técnicas que ajudam a controlar a ansiedade e relaxar os músculos, podem ser feitos poucos minutos antes da relação sexual ou durante. Os mais comuns são:

– Adquirir mais experiência sexual
– Técnica do exercícios de Kangel para relaxar o músculo pubociccígeo
– Fazer uso de pomadas, cremes e sprays
– Tipos de masturbação
– Posições sexuais mais relaxantes
– Uma boa massagem
– Sexo oral com masturbação antes da penetração
– Realizar paradas durante a relação
– Segurar o pênis pouco antes da ejaculação

Para saber como fazer cada uma destas técnicas funcionar veja aqui dicas completas de como evitar a ejaculação precoce e ter muito mais tempo de relação sexual.

Existe remédio para ejaculação precoce?
Não existe um remédio específico para ejaculação precoce. Somente cremes, pomadas e outros que são vendidos na internet e que ajudam a controlar a ereção no momento do ato sexual. No entanto, para superar o problema ainda é preciso utilizar medicações que vão além como  antidepressivos, ansiolíticos e tratamento psicológico.

Qual é o tempo mínimo para atingir um orgasmo sem ser precoce?
É difícil estabelecer um tempo mínimo para atingir o orgasmo e ejacular. Isso também varia entre os sexos, para mulher é mais demorado.  De acordo com uma média apurada pelo Journal of Sexual Medicine, a média da relação sexual é de 5,4 minutos. Foram avaliados o tempo de relação de 500 casais de cinco países durante um mês. Quando a ejaculação acontece entre 1 minuto e 1,5 há caracterização da ejaculação prematura.
A caracterização da ejaculação precoce deixa de satisfazer a companheira em 50% dos atos sexuais estudados. Em outros estudos essa taxa é elevada para 80% dos episódios.

A mulher pode ajudar no tratamento?
A ideia de terapia do casal para tratar a ejaculação precoce é muito recomendada. Ela pode estimular o desenvolvimento de autoconfiança no homem e algumas práticas durante a própria relação sexual também ajudam, como uma boa massagem, relaxamento e outras técnicas que mostram somente afeto e não uma tentativa de durar o ato sexual, o que causa pressão psicológica.

Posso tomar viagra para curar ejaculação precoce?
Alguns viagras ajudam a melhorar a circulação e garantir mais tempo de relação sexual, controlando a ejaculação. No entanto é preciso estar atento a fórmula, os inibidores da enzimafosfodiesterase 5 ajudam a relaxar as células e são os mais recomendados.
Além disso, os famosos viagras também ajudam a aumentar o intervalo entre uma ereção e a segunda. A recomendação é de que aconteça a masturbação anteriormente a relação sexual até ejacular. Depois, quando a excitação acontecer novamente será possível passar bastante tempo sob atividade.
Outro ponto positivo do uso deste tipo de medicamento é que eles ajudam a dar confiança para o homem. Afinal, após uma boa experiência e satisfação da parceira passa-se a sentir mais capaz de construir uma boa vida sexual, sem frustrações.

No que devo pensar durante a relação para ajudar a controlar a ejaculação?
Existe um boato de que pensar em assuntos aleatórios durante o ato sexual ajudam a controlar a ejaculação, no entanto isso não funciona. A melhor coisa a fazer é se concentrar na companheira, prestar atenção nos gestos, sentir-se estimulado e não ficar pensando no seu desempenho – isso aumenta a pressão psicológica e tensão.

Ducha fria funciona?
Tudo depende da sensação, se relaxar pode ajudar sim.

Bebidas alcoólicas ajudam a relaxar ?
Essa situação é bem complexa. Porque cada pessoa tem um efeito diferente sobre o álcool, como ele age diretamente no sistema nervoso central pode manter um efeito anestésico, mas uma dose a mais será o suficiente para adiantar o efeito da ereção.  Não deve-se tornar dependente do álcool para ter relações boas e duradouras. Drogas psicoativas como maconha, heroína e cocaína tem efeito sobre a ejaculação?
Nas primeiras vezes o uso de drogas podem retardar a ejaculação, mas o erro de dosagem pode causar a perda da ereção e o uso abusivo também pode descarregar diferentes efeitos colaterais maléficos ao organismo.

Adolescentes e jovens ejaculam mais rápido?
De modo geral sim. A falta de experiência e pressão social característica da idade faz com que a tensão durante a relação seja maior para estes públicos. O resultado está na ejaculação precoce e perda de desempenho sexual.

Quando e qual médico procura
A ejaculação precoce precisa ser tratada com ajuda de um especialista como urologista. O primeiro passo é aceitar o problema e tentar resolvê-lo com técnicas naturais tais como exercício, relaxamento e outras atividades que ajudam a prevenir a ejaculação. No entanto, como ninguém quer depender de exercícios durante a relação sexual para ter um bom desempenho na cama a melhor recomendação é a procura de um médico para indicação do tratamento adequado.
O tratamento vai depender totalmente do diagnóstico e causas da ejaculação precoce para cada um. Alguns precisarão tomar remédios antidepressivos, outros recomenda-se somente cremes e pomadas.  Para outros a consulta com psicólogos poderá ser indicada para a longo prazo melhorar a sensação emocional e aliviar a ansiedade em todos os setores, incluindo na vida sexual.

Se você parar o tratamento com antidepressivos, que é atualmente  o remédio mais indicado para a situação, considere que poderá haver voltas do problema. Além disso, por agir no sistema nervoso central e coma recaptação de seratonina pode resultar em efeitos colaterais severos, incluindo sinais de dependência. Só suspenda a medicação com orientação médica.
Para os homens que tem uma parceira fixa é preciso estar aberto ao tratamento psicoterápico com o casal. Assim é possível orientar toda a relação sexual, o que certamente trará melhorias do relacionamento em geral e não somente debaixo dos lençóis.
Também é preciso considerar que o orgasmo é relativamente raro, muito mais incomum nas mulheres do que nos homens. A relação sexual não precisa necessariamente terminar em uma ejaculação ou climax. O único critério é que seja prazeroso tanto para você como para sua parceira. Você pode ter seu ápice antes da mulher ou vice e versa, desde que não haja constrangimentos e nem frustração.

Fonte: http://ejaculacaoprecoce.inf.br/